sábado, 22 de outubro de 2016

8 + 8 = 16

8 + 8 = 16
8 + 0 = 08
0 + 0 = 00

Juro que não entendo o posicionamento dos servidores municipais. Porque não aceitar a proposta de 8%?

Faltam apenas dois meses para acabar o mandato da gestão atual, e a luta deverá continuar...

Professores que antes lotavam as galerias da câmara municipal criticando o prefeito Flaviano por não ter dado o reajuste salarial durante a sua gestão, nesse momento pede calma e prudência antes da gestão aplicar o aumento.

Se 8% era pouco para Flaviano ter dado em seu mandato. Os mesmos 8% passa a ser absurdo para Alan assumir.

Será que vão esperar pelo próximo gestor reajustar os 16%?

Acompanhe o blog também no Twitter: @JanioApoDiario

2 comentários:

Bruno Coriolano disse...



Se há uma certeza que temos é que a PEC 421 será aprovada. Serão 10 + 10 anos sem reajuste real. Se não houver nada que impeça de ter aumento agora, eu aceitaria. Com a aprovação da PEC, os estados e municípios (assim como a União) ficarão impedidos "dar aumento", pois serão obrigados a cumprir o arroxo. Deve existir N motivos para não aceitar, mas se for apenas político, seria pouco racional de uma classe detentora de tanto saber. Aceitem! Este seria o melhor conselho que alguém poderia dar.

fabio neri disse...

Eu disse e repito: o Sindicato atuou como cabo eleitoral do candidato eleito. É natural que a proteção ao novo prefeito ocorra. O racha tá a caminho.