quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

“Cargo eletivo público não é emprego”, diz Vereador

Foto: Josenias Freitas
Quem tem acompanhado os programas de rádio de Gilvan Alves percebe a postura coerente que o vereador tem se posicionado em relação a coisa pública.

Ouça atentamente o posicionamento de Alves sobre a “vitaliciedade” de algumas pessoas em cargos público eletivos.

O vereador propõe abertamente uma reforma política na base, quantificando em dois mandatos por cargo eletivo. Por exemplo, “fulano” só pode ser eleito e reeleito para o cargo de prefeito/vereador, nunca mais ele poderá ser candidato novamente para esses cargos.

Dessa forma, Gilvan afirma que sempre haverá uma oxigenação no nosso sistema político. Havendo ainda uma rotação dos cargos e do poder, sempre apresentando pessoas novas para assumirem tal missão.

Todos os sábados na rádio Cidade FM e todas as segundas-feiras na rádio Lagoa (FM 87,9) das 12 as 13 horas – programa Pauta Aberta com Gilvan Alves.

Por Luís Marinho

2 comentários:

xico sousa disse...

Bora ver quantas vezes ele vai se candidatar. Se não é emprego, basta uma legislatura. Cumpre seu dever e dá oportunidade a outro. Mas não precisa ser pro filho, nem pra mulher, nem pro irmão.

Marcos pinto disse...


Alguém pensou ou falou o contrário ?. Não vejo nenhuma novidade nessa afirmativa.