quarta-feira, 26 de julho de 2017

Não existe poder sem comunicação

As prefeituras precisam se comunicar melhor e valorizar os profissionais da área da comunicação.

A comunicação é o eixo central de uma gestão, mas os prefeitos têm um certo preconceito com a figura do assessor, que tem dificuldade de ser ouvido. Para alguns gestores, o jornalista está ali apenas para mandar notícias. Não existe poder sem comunicação.

Está faltando estratégia digital das gestões. Não adianta inovar, colocar aplicativos para tirar filas de unidades de saúde e a pessoa chega nos locais e faltam médicos, por exemplo, porque isso é transferir o problema.

É preciso estratégia. O trabalho do assessor de comunicação, hoje, é pensar fora da caixa, usar as ferramentas da tecnologia para favorecer a comunicação.

A cidade que precisamos é a da comunicação, da informação. As pessoas são desinformadas. Mesmo com a chegada das redes sociais, da Internet, as pessoas não estão mais bem informadas. Em uma lan house, os jovens estão consumindo joguinhos ao invés da boa informação.

Outra questão foi a explosão de blogs na rede. Em tese, a disseminação faria a população ficar mais informada. Mas não é o que acontece. "Nada contra meus amigos blogueiros, mas muitos enveredaram pelo noticiário do crime, do sangue. Como isso contribui para a formação do povo?".

Os municípios utilizam de forma precária as ferramentas de comunicação. Começa na própria base municipalista. O prefeito vai formar sua equipe e deixa por último o secretário de comunicação. Isso quando tem. Às vezes, é a pior remuneração.

O prefeito que não tem uma base boa de comunicação não se comunica com a população. E quantos instrumentos disponíveis para fazer uma boa comunicação a Internet oferece.

Ah, antes que esqueça, serve para as câmaras municipais também.

Nota do blog: O mundo mudou, mas a cabeça dos gestores continua no século passado.

Acompanhe o Blog ApoDiário pelo Twitter clicando AQUI.


Um comentário:

Amarildo Martins disse...

Verdade. Como dizia o velho chacrinha quem não se comunica se trumbica.