quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Congresso Nacional sem credibilidade

Por Erick, O Caçador

A votação em que o Presidente Michel Temer foi "salvo" de ser investigado por corrupção durante o exercício do mandato presidencial, apesar do clamor nacional anticorrupção e, em particular, a rejeição popular anti Temer, é um símbolo, mais do que um escândalo: o Congresso Nacional não representa o povo brasileiro!

Nas redes sociais, uma palavra se repetia, geralmente acompanhada com imagens da Câmara Federal, em Brasília, durante a votação: "NOJO". Esse parece ter sido o principal sentimento da população, refém de tal classe política absurda que, de forma cínica, libera de investigação um Presidente que tem 95% de rejeição popular a seu Governo, além de claros indícios de envolvimento com ilícitos, durante o exercício do mandato presidencial.

Se tal julgamento foi Político, foi um erro, pois que não representa, em seu resultado, o anseio do eleitorado. Se nos ativermos a critérios de representação da legalidade, foi um erro também, pois soou como se o Congresso Nacional Brasileiro aprovasse a corrupção como forma de Governo - sem dar sequer margem a investigações sobre o assunto. Isso não é Democracia representativa, é uma FARSA!

Esse mesmo Congresso com maioria de membros citados, em investigações diversas, como partícipes de crimes, essa Instituição com uma bancada de réus que garante a aprovação de qualquer medida ou lei que beneficie bandidos - esse Congresso de que os brasileiros sentem VERGONHA - é ele, em si mesmo, a prova viva de que o Brasil precisa de uma mudança radical, na condução dos assuntos públicos.

Com a cúpula do Poder Executivo execrada; Com o Poder Legislativo inteiro sob fortíssima suspeita e sem endosso popular; Com as altas instâncias do Poder Judiciário ostentando uma imagem desgastada, evidentemente sendo coadjuvante perfeito para que tal situação atual horrível se estabelecesse no Brasil - com os três Poderes claramente problemáticos, em suma, podemos dizer simplesmente, que a República Brasileira faliu!

Cresce o clamor, no coração do povo, por um Regime forte, que combata a corrupção na política e elimine o banditismo nas ruas. Cresce o clamor pela punição dos maus - sempre protegidos, beneficiados, absolvidos. Cresce a descrença numa solução democrática ou de normalidade constitucional: ninguém mais acredita que os três Poderes desvirtuados recuperem, por si, a sanidade!

A maioria da população, silenciosa, não vai às ruas protestar, pois não quer ser usada como bucha de canhão dos corruptos de qualquer partido político ou dos pelegos sindicatos manobrados por tais partidos. A maioria da população, silenciosa, quer a revogação de todo um conjunto de leis que lhe tornou refém de todos os tipos de criminosos, e que também lhe tira a perspectiva de prosperidade ou felicidade. A maioria da população, silenciosa, está chegando a conclusão que o Sistema inteiro não merece respeito, nem obediência. Tal estado de coisas está no limite e, assim sendo, fatalmente desaguará num estágio seguinte.

E o Brasil caminha a passos largos para três cenários, que não se excluem entre si:
  • A) Guerra Civil declarada (pois já há uma não-declarada, chamada eufemisticamente de "Crise na Segurança Pública", da qual a outra guerra apenas seria um agravamento com matizes políticos);
  • B) Ascensão de uma corrente política nova, com ruptura radical do modelo atual, a partir das eleições de 2018 (solução de médio a longo prazo, um tanto utópica, mas possível com voto popular massivo apenas em candidaturas 100% sem indícios de corrupção);
  • C) Intervenção Militar (faltando saber se há Oficiais Generais estadistas nos dias atuais, ou se temos apenas uma farândola de velhotes vaidosos e amestrados pela classe política corrupta, na cúpula das Forças Armadas).

Os que salvaram Temer, precipitaram um abismo. A base aliada do Governo já anunciou que, após essa vitória, se reorganizará para a aprovação das impopulares reformas de Temer, nesse mesmo Congresso sem conexão com o Brasil, nesse outro mundo que orbita o nosso como uma Lua Negra, trazendo marés de desgraças. O Congresso Nacional, tanto quanto o Governo Temer, simplesmente, não nos representa - verdade seja dita, eles lutam contra nós, o povo.

Erick Guerra, O Caçador

Um comentário:

aluisio huenes de Oliveira disse...

Qual a diferença da votaçao do impeachment da dilma vergonha lula comprando deputado nao com emendas e sim em dinheiro vivo, e nao vi nenhum blog criticar isso, infelizmente isso e praxe no brasil já esqueceu do mensalao, petrolao , e o que acontece em muitas cidades pelo brasil, o pt pode fazer tudo roubar debochar da justiça mentir e mesmo assim vcs blogueiros os defende temer aprendeu com lula dilma seus professores.